Televisão

Tiago Leifert pede demissão da Globo ; Mion e Schmidt são cotados no BBB

Nesta quinta, dia 9, Tiago Leifert comunicou que deixará a Rede Globo ao fim do ano, optando por não renovar seu contrato. Foram 15 anos de vínculo entre a emissora e o jornalista de 41 anos. Seu último ato será a apresentação da décima temporada do “The Voice Brasil”, que vai até o dia 23 de dezembro.

Em comunicado, Tiago amadureceu a vontade de parar e deixar as portas abertas para futuras parcerias. Em seu tempo de emissora, o jornalista começou e ganhou destaque no Globo Esporte, onde começou como repórter e logo virou editor-chefe. Em 2012, ganhou a oportunidade como apresentador no “The Voice”.

Outros programas também estiveram na alçada de Tiago Leifert, como o “É de Casa”, “Zero 1” e as últimas três edições do “Central da Copa”. Desde 2017 havia assumido um de seus maiores desafios: apresentar e comandar o “Big Brother Brasil”, depois de Pedro Bial deixar o principal reality show do país.

“Eu tenho um caso de amor com a Globo. E por isso saio com a absoluta certeza de que posso me dar esse tempo e de que vou continuar sendo bem-vindo aqui a qualquer momento. Meu muito obrigado a todos que estiveram comigo. E em especial ao público, que sempre me acolheu”,

disse em comunicado.

BBB e The Voice

Com a iminente saída de Tiago Leifert, a Globo disse que ainda irá definir novos apresentadores para os programas em 2022. Para o reality show, alguns nomes já estão sendo ventilados, como do recém-chegado a emissora, Marcos Mion, e do jornalista e de mais tempo de casa, Tadeu Schmidt. Para o programa musical, o nome de Angélica é cogitado.

Mais sobre Tiago Leifert

Filho de Gilberto Leifert, ex-diretor da Central Globo de Relações com o Mercado, o apresentador se formou em Jornalismo e Psicologia pela Universidade de Miami, nos Estados Unidos, e foi trainee na rede norte-americana NBC antes de voltar ao Brasil, em 2004.

Aqui, ele começou sua carreira na TV Vanguarda, afiliada da Globo no Vale da Paraíba, onde foi editor e apresentador do Vanguarda Mix, atração voltada para os jovens. Leifert foi chamado para trabalhar em São Paulo a partir de 2006, no SporTV e com matérias relacionadas a videogame no Esporte Espetacular .

Em 2009, recebeu sua primeira prova de fogo na emissora: assumir o Globo Esporte SP e dar uma nova cara à atração, com reportagens mais engraçadinhas e que fugissem do formato feito até então. Apesar de algumas críticas dos fãs mais conservadores, Leifert conseguiu impor seu estilo –que permanece até hoje e foi levado para outras edições do esportivo.

Três anos depois, o apresentador estreou à frente do The Voice Brasil, formato de sucesso no exterior que chegava à Globo com altas expectativas. Leifert se saiu tão bem que não só continua no comando do reality até hoje como foi chamado para outros programas do gênero.

Em 2017, ele assumiu o cargo deixado por Pedro Bial no Big Brother Brasil. Com uma pegada muito diferente da de seu antecessor, mais envolvido na dinâmica do jogo e menos preocupado com os discursos filosóficos, Leifert rejuvenesceu o programa em sua 17ª edição e atraiu um público que tinha fugido da TV e migrado para a internet –com diálogo aberto com os jovens, ele aliou redes sociais à narrativa montada pelo programa.

Neste ano, antes de anunciar sua despedida, outro desafio daqueles: substituir Fausto Silva à frente do Domingão. Com 32 anos de história, Faustão era intimamente associado aos finais de semana, e Leifert fez o seu melhor -inclusive, com homenagens ao antecessor. Para diminuir as comparações, o programa se transformou apenas em Super Dança dos Famosos, preparando o terreno para a estreia de Luciano Huck no último domingo (5).

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *