AnápolisManchete

Prefeito de Anápolis planeja mais de 70 novas empresas em área da Plataforma Logística Multimodal

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves, afirmou em entrevista à Sagres que o presidente do órgão já tem contatos com empresas interessadas em se instalar na região. “Nós devemos implantar mais de 70 empresas para gerar mais empregos e riquezas para o nosso município”.

o projeto de lei que autoriza a transferência de uma área de 175 hectares da Plataforma Logísitca Multimodal de Anápolis para a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego).  foi sancionado na última terça-feira (27),

Faltando um dia para o aniversário da cidade, que completa 114 anos neste sábado (31/07), o prefeito do município afirmou que a transferência da área é importante, pois permite que Anápolis cresça, como os moradores da região desejam. “Em uma cidade industrializada, que pulsa, o grande desafio, sempre, é manter o constante crescimento. A população não aceita nada diferente disso”.

Diante da necessidade de geração de empregos em todo o Brasil, Roberto detalhou que as áreas serão repassadas às companhias que conseguirem construir com mais velocidade. “A princípio, nós vamos dar uma autorização de uso da área, que vai durar 24 meses, ou seja, a empresa tem 24 meses para começar a funcionar. Caso ela funcione, pode efetivar o pagamento e comprar a área diretamente da Codego. Agora, se nesse prazo ela não iniciar as operações, vamos passar a área para outra companhia”.

Mobilidade

A cidade de Anápolis conduzia um estudo sobre a viabilidade do trânsito para que mudanças pudessem ser feitas. Porém, como a pandemia fez com que mais pessoas ficassem em casa, as análises precisaram ser suspensas, pois os resultados não seriam fieis ao verdadeiro fluxo de veículos no município. O prefeito declarou que pode retomar os estudos agora, com o retorno das aulas, mas que a mobilidade vai muito além de obras referentes ao trânsito.

“Nós temos uma questão, que a parte mais populosa da cidade, com mais moradores, fica na região norte de Anápolis enquanto as vagas de emprego ficam na região sul, no Daia (Distrito Agroindustrial de Anápolis), então a cidade tem um fluxo e contrafluxo diário muito pesado. A solução, neste caso, é desenvolver mais a região norte. Então, além da ampliação do Daia, nós vamos implantar o Politec (Polo Tecnológico de Anápolis) na região norte, na BR-153, saída para Jaraguá. Então, eu posso fazer ações para melhorar o trânsito, assim como também posso dar oportunidade para que as pessoas possam trabalhar mais próximas da casa e, assim, criar um outro fluxo”, detalhou.

Política

O prefeito Roberto Naves articula para que haja uma reaproximação entre o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e o presidente regional do PP, Alexandre Baldy, na expectativa de fechar uma aliança para 2022. Questionado sobre o assunto, Roberto ressaltou que se vê obrigado a costurar esse acordo para o bem da cidade de Anápolis e do Estado de Goiás.

“Eu quero pessoas que executem, que pensem o Estado como um todo, quero pessoas que invistam em Goiás e melhorem a qualidade de vida do cidadão goiano. Para mim essa pessoa é o Ronaldo Caiado, que precisa de mais quatro anos para concluir tudo que ele pensa para o Estado. A pandemia interrompeu vários projetos e ele deve fazer um novo mandato melhor do que o primeiro. E no senado, vou apoiar o Alexandre Baldy porque entre os nomes que eu vejo não tem ninguém com a capacidade resolutiva, de articulação, de buscar investimentos e obras para o Estado de Goiás como ele”, explicou.

Related Articles