Manchete

Marconi Perillo inaugura o sonhado Centro de Convenções de Anápolis

Está inaugurado o sonhado e desejado Centro de Convenções de Anápolis. A obra é um marco para a cidade a para o governo de Goiás. Marconi Perillo encerrou a fase de inugurações na  cidade de Anápolis, nesta sexta-feira (6),como último ato  à frente do Governo do Estado: neste sábado (7), ele transfere a administração estadual para Zé Eliton, seu vice nos dois últimos mandatos.

O programa Goiás na frente comandado por Marconi Perillo,veio cumprindo sua meta desde o começo do ano, e inaugurou mais de  uma obra por dia em 140 dos 246 municípios. Desde então, o governador realizou 180 atos administrativos fora da capital, 40 deles nas cidades em que ele não havia estado durante a apresentação dos investimentos do programa.

No auditório Ildefonso Limirio Gonçalves, que tem capacidade para 700 pessoas, a solenidade foi aberta com a apresentação da Orquestra Jovem de Anápolis.

O prefeito de Anápolis, Roberto Navesem seu discurso agradeceu a lembrou a cidade antes e depois dos governos de Perillo.  “A história fará justiça a Marconi como sempre fez. Foi pelas mãos do senhor que saímos de 30 para 150 empresas no Daia; que chegou o futuro; que fez com que Anápolis voltasse a crescer”, e completou dizendo que a cidade soube reconhecer o seu valor lhe dando grandes vitórias nas urnas..

Roberto Naves ainda confessou ter recebido vários conselhos de Marconi. “Tenho estudado muito o senhor e pretendo me espelhar em tudo o que fez e faz”, disse, informando em forma de destaque, depois de 40 anos, o Daia regularizou as propriedades onde estão instaladas as indústrias: “Hoje o Daia está regularizado; todos que têm área ali poderão apresentar certidão e dizer que são proprietários”, neste momento sendo bastante aplaudido pela plateia . E encerrou  dizendo que “fazer justiça é dizer ‘Obrigado, Marconi’”

Em seguida Zé Eliton, vice-governador,  recordou que, ao descer as escadas do Palácio Pedro Ludovico Teixeira na tarde desta sexta-feira, em cada abraço que recebeu “Marconi observava o sentimento daqueles que apertavam sua mão. No olhar do governador estava a expressão de gratidão por aqueles que contribuíram para a transformação de Goiás”. “Goiás tem um líder que transformou nosso Estado. Temos hoje um novo Goiás. Reconhecemos hoje a grandiosidade do novo Estado de Goiás,” afirmou.

O governador Marconi Perillo iniciou seu último pronunciamento oficial prestando uma homenagem à Orquestra Filarmônica de Goiás, que encerrou a solenidade com um concerto:  “Criei a orquestra, hoje a terceira maior e melhor do país, que já se apresentou na Sala São Paulo, a mais importante do Brasil”.

Nos últimos atos de sua administração em Anápolis, o governador disse que estava entregando meio bilhão de reais em obras já executadas e pagas, R$ 333 milhões dos 96% do aeroporto; 155 milhões do Centro de Convenções e 13,7 milhões do Case – Centro de Apoio Sócio Educativo.

Em um discurso marcado pela emoção, o governador lembrou que em 1998, com 35 anos de idade, durante sua primeira entrevista como candidato a governador, citou Fernando Pessoa para dizer “que a vida vale a pena quando a alma não é pequena” e que, encerra seu quarto mandato convencido de que a frase é a expressão da realidade.

Já em 1999, ao ser empossado, declarou em entrevista “andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar”. Tenho convicção de que a fé nos fez romper montanhas para chegar aqui e entregar ao povo um dos melhores Centros de Convenções do Brasil, melhor e mais moderno do Centro-Oeste”, completou.

Mais uma vez, o governador declarou sua certeza de que Zé Eliton será um grande governador. “Teremos um grande governador, culto, preparado, idealista, capaz e que dará sequência a todo esse legado”, comentou. Deus cria, o homem sonha, a obra nasce. A obra nasceu. Esta é a última obra que inauguro, uma obra majestosa”, finalizou.

Foto: Mantovani Fernandes

Centro de Convenções

 

Situado às margens da BR-153 e próximo ao Distrito Agroindustrial (Daia), o Centro de Convenções de Anápolis foi construído pela Agetop em uma área de 32 mil metros quadrados.

O pavilhão tem restaurante, auditórios para 700 e 2.300 lugares, camarins, camarotes, teatro de arena, salas de apoio e demais dependências necessárias à apresentação de espetáculos artísticos e musicais.

Construído com recursos do Tesouro Estadual, o Centro de Convenções recebeu R$ 139,5 milhões em investimentos. O local é um sonho antigo dos anapolinos, pois deverá abrigar grandes eventos e suprirá a carência do setor empresarial da cidade no turismo de negócios, sendo apropriado para a realização de encontros da categoria, como congressos e simpósios.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *