Polícia

Polícia Federal investiga OS do MS por suspeita de desvios na área da Saúde

Na manhã desta quarta-feira (04), foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão em Goiânia, contra suposta organização criminosa instalada em uma Organização Social (OS). De acordo com a Polícia Federal (PF), eles são suspeitos de desviar recursos públicos da área da Saúde. Ao todo, estão sendo cumpridas 34 ordens judiciais em Goiás, São Paulo e Brasília. Também foi realizado o sequestro de bens, direitos e valores.

Segundo a investigação, o grupo é formado pelos diretores desta OS. Eles são suspeitos de praticar falsificações de documentos, dispensa irregular de licitação, peculato, além de organização criminosa. O inquérito foi instaurado em fevereiro de 2019. Na época, a empresa administrava um Hospital Regional, em Ponta Porã (MS).

As investigações se estenderam durante os últimos dois anos porque a OS começou a operar em outros estados. Com isso, a PF passou a investigar também, em outras localidades. Goiás, Paraíba, São Paulo, Bahia e Mato Grosso estão entre os estados onde a OS opera. Ao todo, 112 policiais federais, 54 servidores da Receita federal e outros 16 da Controladoria Geral da União participam da empreitada.

 

Related Articles