GoiásManchetePolícia

Polícia Civil investiga desvios na área da saúde destinados ao combate a pandemia em Goiás

A Policia Civil de Goiás deflagrou na manhã desta quinta-feira (16), a Operação Parasitas, que investiga desvios de recursos públicos da área da saúde em 2020, durante a pandemia da covid-19. Na ação, que contou com 123 policiais civis, foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão, sendo 21 deles em Goiânia e dois no Estado de São Paulo.

As investigações revelaram indícios de esquema criminoso instalado na Organização Social Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar, que teria resultado no desvio de cerca de 6 milhões de reais, destinados a compra de materiais e insumos hospitalares. De acordo com dados da corporação, estes materiais seriam destinados ao combate da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Também foram sequestrados valores e apreendidos em bens dos investigados que serão destinados à reparação dos danos causados ao erário. Segundo a Polícia Civil, empresas de fachada registradas em nomes de laranjas foram contratadas em regime de urgência para o fornecimento de materiais hospitalares, todavia, após o pagamento das despesas, foi detectado que parte do dinheiro teria retornado a pessoas ligadas aos gestores da Organização Social, em esquema de lavagem de dinheiro.

As irregularidades teriam ocorrido em contratos de gestão relacionados à administração do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), dos Hospitais Estaduais de Pirenópolis (HEELJ) e Jaraguá (Heja) e de Urgências da Região Sudoeste, em Santa Helena de Goiás (Herso). Segundo a Polícia Civil, existem indícios de emissão de notas fiscais falsas, feitas por empresas de fachada, para justificar o recebimento de recursos públicos e a entrega dos produtos.

Related Articles