Gente

Para lembrar 6 anos sem Hebe maquiador divulga foto inédita

Em dezembro de 2010 Hebe Camargo permitiu ser vista careca na capa da revista ‘Veja SP’, porém jamais deixou que alguém a visse ao natural, sem estar maquiada.

Nem mesmo os empregados de sua mansão e os médicos e enfermeiros do Hospital Albert Einstein, onde foi tratada do câncer que provocou sua morte, aos 83 anos, a viram despida do glamour característico.

Mas uma pessoa conheceu muito bem a Hebe de ‘cara lavada’, sem rosto maquiado nem roupas de grife e joias vultosas. O maquiador e cabeleireiro Edu Sacchiero foi uma das poucas pessoas com acesso irrestrito à grande dama da televisão brasileira.

Ele trabalhou por 10 anos com Hebe. A maquiou para os programas de TV, as festas e gravações de comerciais.

Sacchiero acompanhou a apresentadora em inúmeras viagens ao exterior e testemunhou sua luta contra a doença, desse a descoberta do tumor no peritônio (membrana que envolve os órgãos abdominais), em janeiro de 2010, até a morte da artista, na manhã de 29 de setembro de 2012, há exatos 6 anos.

Neste sábado, o profissional da beleza postou no Instagram uma foto em que aparece ao lado de uma Hebe até então desconhecida do público: completamente sem maquiagem.

Careca, a apresentadora se tornou um símbolo da luta contra o câncer; ao lado, Hebe nos bons tempos de SBT
Careca, a apresentadora se tornou um símbolo da luta contra o câncer; ao lado, Hebe nos bons tempos de SBT

Foto: Reprodução / Revista ‘VejaSP’

Tirada no início do tratamento, a selfie mostra a apresentadora de chapéu com uma peruca morena. “Ela já estava sem teu luxuoso cabelo que caiu devido às quimioterapias”, escreveu o maquiador.

Em outro trecho, ele manifestou gratidão pela longa convivência com a estrela: “O quanto você foi importante na minha vida, minha anja Hebe. Que presente a vida me deu… Obrigado, Deus”.

Pioneira da TV, e considerada a maior entrevistadora de todos os tempos, Hebe Camargo deixou órfãos milhões de fãs, além de vários discípulos influenciados por seu estilo e um imenso vazio na TV.

Durante muito tempo, cogitou-se quem seria a ‘nova Hebe’. Seis anos depois de sua partida, é possível afirmar que jamais haverá outra. Única, Hebe se fez insubstituível – e eterna.

BLOG SALA DE TV

  • Jeff Benício
Jeff Benício

Related Articles