AnápolisTrânsito

DAIA não terá mais rotatórias, afirma Marlon Caiado

A via principal do DAIA, maior distrito industrial do Centro-Oeste, a GO 330, “não terá mais nenhuma rotatória” é o que afirma o administrador do distrito, Marlon Caiado. A justificativa para a decisão do fechamento dos contornos da via em Anápolis é o número de acidentes causados pela alta velocidade dos condutores na rodovia.

Na manhã da última quarta-feira,14, dois acidentes foram registrados na via em dois pontos considerados críticos, com diferença de minutos, todos envolvendo motociclistas, um deles houve o envolvimento de um ciclista.

De acordo com informações dos policiais que atenderam a ocorrência, em um dos acidentes, um motociclista tentava fazer a rotatória quando foi atingido por outro que transitava na via principal do DAIA.

As vítimas foram socorridas e levadas para as unidades de pronto atendimento da cidade.

Marlon Caiado destaca que o distrito industrial tem mais de 30 mil trabalhadores, que dependem diariamente do trânsito na via que dá acesso às cidades da região sul do estado, por isso, a atenção com a segurança deve “prevalecer nas decisões”.

O diretor do DAIA informou que “depois da troca da malha asfáltica que será realizada por esses trinta a quarenta dias, vamos trocar toda a malha asfáltica e fazer um trabalho de sinalização horizontal e vertical e fazer alguns redutores de velocidade. Vamos colocar lombofaixas em cada local de retorno para que a velocidade diminua”.

Nos locais das rotatórias os condutores já observam o fechamento com a sinalização de cones e tambores impedindo o acesso pela via retilínea das rotatórias. Segundo Marlon Caiado, já se observa a diminuição da velocidade, como consequência, a diminuição de acidentes na via.

Com Agência de Notícias/MGoiás

Marlon Caiado confirma reestruturação do trânsito da via principal do DAIA (Foto: Rubens Júnior)

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *