Últimas Notícias

Corpo de vítima de Covid é trocado no HDT e quase é enterrado por engano em Morrinhos

Unidade diz que está apurando os fatos e que já afastou os profissionais responsáveis pelo erro

Um idoso, de 67 anos, vítima de Covid-19, teve o corpo trocado com o de uma mulher no Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, e por pouco não foi enterrado por outra família em Morrinhos. O caso ocorreu no último final de semana e os funcionários responsáveis pelo erro foram afastados.

Geraldo Luís Alves fazia tratamento contra a tuberculose na mencionada unidade e acabou sendo infectado pelo novo coronavírus. O idoso precisou ser internado no local, mas não resistiu à doença e foi a óbito no último sábado (3). No dia seguinte, a família foi até o hospital para buscar o corpo e realizar o sepultamento, mas viram que o nome na etiqueta não era do homem e sim de uma mulher.

Os familiares, então, pediram para fazer o reconhecimento e perceberam que os corpos haviam sido trocados. Durante investigação da equipe de assistência social da unidade, descobriu-se que o idoso havia sido levado para Morrinhos, cidade onde, por pouco, não foi enterrado.

A troca dos corpos foi realizada pelo HDT e a família de Geraldo conseguiu fazer o sepultamento dele no domingo (4). Os parentes devem ingressar com ação contra o hospital.

Nota do HDT

A diretoria do HDT lamenta profundamente o ocorrido e informa que instaurou processo administrativo, com afastamento dos colaboradores responsáveis para apuração das informações. O fato não condiz com o zelo de nossos profissionais e o alto padrão de procedimentos desta unidade, reconhecidos pela população.

Desde que foi informada, a direção do HDT presta total assistência aos familiares, incluindo apoio psicológico. A direção do HDT está à disposição dos órgãos competentes para quaisquer esclarecimentos.

Com Agência de Notícias

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *