Manchete

Distrito Agroindustrial de Anápolis vai receber R$9,9 milhões em obras do Governo de Goiás

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, anunciou o investimento de R$9,9 milhões no Distrito Agroindustrial de Anápolis, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego). Com isso, as indústrias e 45 bairros serão beneficiados com o fornecimento de água, obras de infraestrutura, além da retomada das obras do anel viário.

O programa Pró-Água, de captação de água, que será realizado pela Codego juntamente com a prefeitura de Anápolis, irá recuperar bacias do Rio Caldas e do Ribeirão Extrema. Ainda, serão criadas zonas de proteção com o plantio de 50 mil mudas nativas do cerrado. As zonas permitirão infiltração, retenção e percolação da água pluvial no solo em toda a bacia, recarregando os estoques naturais nos bolsões subterrâneos e restabelecendo o fluxo das nascentes e o ritmo das chuvas.

A Codego ainda investiu R$1 milhão no Sistema de Abastecimento de Água do Daia, para garantir a disponibilidade dos recursos hídricos, além de R$800 mil em 20 poços artesianos. Além de obras de desassoreamento e o aumento da lagoa de captação de água bruta do parque industrial, que deverá subir 234% o volume de água na captação. Ainda, será revitalizada a Casa de Máquinas, que faz o trabalho de bombear a água da lagoa de captação para a Estação de Tratamento de Água (ETA).

“Vamos dar ao Daia a condição de dignidade para que o maior centro e distrito agroindustrial do Estado de Goiás, que é referência nacional, tenha uma estrutura compatível com o que é”, declarou o governador Ronaldo Caiado.

Anel Viário

Depois de paralisadas as obras do Anel Viário por irregularidades nas licitações, o trabalho foi retomado depois do governo do Estado firmar acordo com o Ministério Público Estadual. O novo contrato já está licitado e a obra deverá custar cerca de R$5,5 milhões. A gestão anterior já havia gasto um total de R$15 milhões e grande parte da obra apresentou diversos problemas, como o trecho sobre o trecho sobre o Ribeirão Extrema, que está com uma erosão.

“Essa obra está 100% condenada e foram gastos R$ 15 milhões da população de Goiás, dinheiro desviado por corrupção”, disse Caiado. O Anel Viário tem sete quilômetros de extensão entre a BR-153, a GO-330 e o Daia. Além desta obra, o governador também vistoriou a execução do recapeamento de 33 vias no Daia. Serão 18 mil metros quadrados atendidos pela operação tapa-buraco.

Com Agência de Notícias

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *