Manchete

Em Anápolis,Maestro dá aulas de instrumentos musicais de graça para crianças e adolescentes

No projeto 'Orquestra Conviver',além do maestro Wellington José da Silva, de 46 anos, dois professores de música são voluntários

O maestro Wellington José da Silva, de 46 anos, ensina, de graça, instrumentos musicais para crianças e adolescentes carentes , no Jardim Arco, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Segundo o maestro, o objetivo é contribuir com o desenvolvimento educacional e social dos jovens.

“Não queremos nossos jovens nas ruas. Queremos que eles ocupem o tempo livre com conhecimento musical, cultural e cidadania enquanto não estão na escola”, diz maestro.

Além do maestro, dois professores de música integram o projeto ‘Orquestra Conviver’, que acontece em um espaço cedido pela igreja Nova Jerusalém. São 45 crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos, que aprendem a tocar violino, viola clássica, violoncelo, baixo acústico, flauta transversal, trompete e saxofone.

“O projeto busca atender crianças de baixa renda. Nosso intuito é impactar a sociedade de forma social e cultural”, ressalta o maestro.

Segundo ele, além de ensinar música, os jovens são orientados a trabalhar com o lema ‘Não faça com o outro o que você não gostaria que fizesse com você’.

“A gente não ensina só música, a gente ensina como as crianças podem se tornar cidadãos de bem. Eles ainda participam de atividades recreativas, como o futebol”, conta o maestro.

“Eu cresci bastante no aprendizado musical e também nas questões pessoais de caráter e convivência. No projeto, aprendemos princípios como ter autocontrole, paciência, dedicação, ética, responsabilidade e respeito”, diz Maryana.

Orquestra Conviver no Jardim Arco, em Anápolis, Goiás — Foto: Comunicação Sem Fronteiras/Divulgação

Orquestra Conviver no Jardim Arco, em Anápolis, Goiás — Foto: Comunicação Sem Fronteiras/Divulgação

Apresentação da Orquestra Conviver em Anápolis, Goiás — Foto: Comunicação Sem Fronteiras/Divulgação

Apresentação da Orquestra Conviver em Anápolis, Goiás — Foto: Comunicação Sem Fronteiras/Divulgação

Matéria-G1-GO/Vanessa Chaves

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *