Manchete

IPTU: Imóvel com omissão de dados em Anápolis terá nova cobrança ainda este ano

De um total de 167.000 imóveis que constam do Cadastro Imobiliário aproximadamente 20% têm dimensões superiores às que foram informadas à Prefeitura de Anápolis.

Cadastradores da empresa Geomais estão visitando residências em Anápolis para checar informações do tamanho e características do imóvel. Essa pesquisa faz parte da estratégia de ação para implantar o Georreferenciamento, que é um sistema moderno para efetuar o cálculo do IPTU.

O secretário Geraldo Lino informou que, de um total de 167.000 imóveis que constam do Cadastro Imobiliário, aproximadamente 20% têm dimensões superiores às que foram informadas à Prefeitura de Anápolis. Nos casos em que houve omissão de dados, fator que resultou em um valor inferior na cobrança do IPTU, a prefeitura fará novo cálculo, e, ainda este ano, enviará um boleto para o dono do imóvel recolher a diferença. Lino informou que o IPTU de 2.020 terá como base os dados que atualmente estão sendo levantados pelo Georreferenciamento.

Entretanto, o secretário da Fazenda esclareceu que não é verdadeira a informação de que haverá incidência de IPTU sobre casinha de cachorro e o cômodo destinado ao armazenamento de ferramentas. Somente haverá cobrança sobre imóveis com pé direito superior a 1m80.

Por: Marcus Vinicius Isaac

 

Resultado de imagem para bairro jundiai anapolis

Bairro Jundiaí em Anápolis/Foto: Reprodução

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *