Manchete

Diretor de clínica em Anápolis rebate acusação de maus tratos com policial do Tocantins

Um registro policial feito pelo subtenente da Polícia Militar, do Estado do Tocantins, foi objeto de explicações pelo diretor da Clínica Valor da Vida, que trabalha em Anápolis com dependentes químicos.

Wesley Muller informou que o policial em referência, internado na clínica em razão dos excessos alcóolicos, sempre demonstrou ser uma pessoa portadora de complicações comportamentais. No dia em que houve o atrito que ensejou o TCO o policial foi levado a uma agência bancária para fazer a retirada dos recursos destinados ao pagamento da mensalidade.Muller explicou que, naquele momento, o subtenente Jânio Moreira tentou uma manobra para escapar da vigilância dos acompanhantes, sem êxito. Foi quando o policial decidiu registrar ocorrência.

Wesley Muller afirmou que são infundadas as alegações do ex-interno e que a Clínica Valor da Vida tem resultados extraordinários na recuperação de dependentes químicos. Ele convidou as pessoas a visitar, conhecer a analisar o trabalho realizado pela instituição. Na ocorrência o subtenente fez referência a maus tratos a internos.

Edição: Marcus Vinicius Isaac

Por: Jairo Mendes

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *