GoiásPolítica

José Vitti afirma que deve antecipar sua saída do governo Caiado para se concentrar em pré-candidatura

O titular da secretaria de Indústria e Comércio (SIC), José Vitti, afirmou em entrevista à Sagres, que deve antecipar sua saída da pasta para poder se concentrar na pré-candidatura a deputado estadual nas eleições de 2022. “Eu tinha o compromisso de ficar até o final de dezembro, mas as movimentações políticas se iniciaram prematuramente. Felizmente, aqueles que permanecem na secretaria são os verdadeiros produtores dessa retomada da SIC”.

Vitti declarou que ainda não escolheu o partido que deve ir, mas que analisa opções como o Progressistas, o União Brasil e o MDB. “Intenção é buscar um partido bem estruturado, com bons candidatos, que nos dará condições. Claro, com uma disputa mais intensa, mas com quantidade maior de cadeiras na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Agora é fazer análise de chapa e dos pré-candidatos”. O secretário disse ainda que a decisão deverá ser tomada antes de abril e que a partir da sua saída da SIC, as conversas serão intensificadas.

Na gestão do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), José Vitti é o terceiro secretário a comandar a pasta. Antes dele, Wilder Morais e Adonídio Vieira Júnior já estiveram à frente da Secretaria. Para o atual secretário, essas mudanças no comando não causaram grandes prejuízos para a SIC, porém, o ideal seria a continuidade. “Hoje é um sentimento que eu tenho dentro de mim, que se a gente tivesse iniciado o trabalho, teríamos feitos grandes realizações”.

Segundo Vitti, no comando da Secretaria, criou uma rotina administrativa e melhorou o ambiente de negócios dentro da pasta, estreitando o relacionamento com o setor produtivo. “A SIC tem papel de atração, de formatar protocolos de intenção, obrigatoriedade de dar tranquilidade, tanto jurídica, quanto de ambiente de negócios para os empresários que estão chegando. Isso foi o que a secretaria fez, estreitou e comunicou melhor com todas as pastas que tratam de desenvolvimento”, detalhou.

Caiado e MDB

Para o secretário de Indústria e Comércio, José Vitti, a escolha antecipada de Ronaldo Caiado (DEM), optando por Daniel Vilela como seu pré-candidato a vice em 2022, pode ter sido uma das causas para a insatisfação de membros da base do Governo. Porém, o secretário disse acreditar que a antecipação ocorreu justamente para que o governador tenha tempo para reconstruir a base.

“Existem particularidades e municípios em que as relações não são simples de serem reconstruídas, mas nós políticos passamos por situações que muitas das vezes a gente supera. Dizemos assim: ‘inimigos de hoje, companheiros de amanhã e vice-versa’”, declarou Vitti, ao destacar que isso é comum dentro da política e que outros apoios vão surgir.

Com Agência de Notícias/Sagres730/

 

Related Articles