GoiásJustiçaManchete

Delegado de Goiás é exonerado por se apropriar de carro de investigado

A Secretaria da Segurança Pública de Goiás (SSPexonerou o delegado da Polícia Civil Alex Nicolau Vasconcelos, investigado pela apropriação de um carro que havia sido apreendido com um suspeito de roubo a carro forte. A demissão dele foi publicada no Diário Oficial de Goiás nesta quinta-feira (6).

De acordo com as investigações conduzidas pela Corregedoria da Polícia Civil de Goiás, em 2017, quando comandava o Grupo Anti Roubos a Bancos (GAB), da Deic, Alex Vasconcelos se apossou de um Fiat 500 que havia sido apreendido durante uma operação. Ele havia ainda presenteado a namorada com o carro. O dono do carro, segundo a PC era integrante de uma quadrilha que roubava carros-fortes e morreu em confronto com a polícia.

Ao saber que estava sendo investigado, ainda de acordo com o que foi apurado pela corregedoria, Alex teria falsificado um documento e devolvido o veículo ao pátio da Polícia Civil. A publicação no Diário Oficial de quinta-feira também isenta um agente e uma escrivã de participação no episódio.

Além de perder o cargo, Alex Vasconcelos fica impedido de participar de qualquer concurso público no Estado de Goiás pelos próximos 10 anos.

Por meio de nota, a SSP disse que o processo administrativo obedeceu os trâmites legais, dando espaço para a defesa do acusado. Segundo o documento, todos os casos de desvios de conduta são apurados com rigor. Veja abaixo a nota completa:

“A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSPGO) informa que o procedimento administrativo disciplinar foi realizado pela Corregedoria da Polícia Civil e foram obedecidos todos trâmites legais, incluindo o direito do contraditório e da ampla defesa.

A SSP-GO salienta que esses procedimentos são realizados com mais absoluto rigor e totalmente respaldados pela a lei.

Os profissionais de segurança pública possuem total liberdade para trabalhar, tendo os parâmetros legais como único limite imposto.

Aqueles que, porventura, infringirem as regras, a conduta será apurada com todo rigor e, caso constatada a violação das leis, as medidas disciplinares serão aplicadas”.

Com Agência de Notícias/

Tags

Related Articles