Últimas Notícias

Carnaval termina com 11 mortes nas rodovias federais; número é 52% menor que 2017

O feriado prolongado do carnaval foi menos violento nas rodovias federais que cortam Minas Gerais neste ano em comparação com 2017. Mesmo assim, 11 mortes foram registradas. O número é 52% a menos do que o período anterior, quando 23 pessoas perderam a vida. O acidente mais grave no recesso aconteceu nessa quarta-feira, onde três jovens morreram na BR-267, em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata.

O balanço das estradas federais foi divulgado na tarde desta quinta-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a corporação, foram 170 acidentes registrados entre as primeiras horas de sexta-feira até 23h59 de quarta-feira. Nas ocorrências, 201 pessoas ficaram feridas. Os números estão abaixo do registrado no ano passado no mesmo feriado. Em 2017 foram 340 acidentes e 386 feridos.

Segundo a PRF, a redução aconteceu devido a “colaboração dos motoristas que dirigiram de forma mais prudente, atendendo as recomendações” e “diminuição no número de colisões frontais”. Outro ponto ressaltado pela corporação foi o reforço do policiamento, que ajuda a inibir abusos.

O acidente mais grave aconteceu nessa quarta-feira. A batida entre um carro e uma ambulância matou três pessoas e deixou quatro pessoas feridas na madrugada na BR-267, em Juiz de Fora. De acordo com a PRF, um Gol seguia em direção a cidade, enquanto uma ambulância de Cataguases, também na Zona da Mata, seguia no sentido contrário.

Um dos veículos entrou na contramão e acabou batendo na lateral do outro. Morreram duas mulheres, ambas de 21 anos, e um homem de 20, que estavam no carro particular. O motorista do Gol, um jovem de 22 anos, foi encaminhado em estado grave para o Hospital de Pronto-Socorro em Juiz de Fora, com um outro passageiro do carro, de 19 anos, que teve apenas ferimentos leves.

Ainda segundo a PRF, o motorista da ambulância não teve ferimentos. Um enfermeiro da unidade móvel, de 37 anos, teve ferimentos leves, enquanto um médico, de 42, foi internado em estado grave.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *