AnápolisCoronavírusManchete

Anápolis amplia flexibilização na pandemia e libera salas de cinema

Em Anápolis, atividades que antes estavam vetadas, incluindo cinemas e eventos de bilheteria no geral, passam a ser liberadas, desde que os estabelecimentos cumpram com as medidas de distanciamento mínimo e respeitem o limite de até 250 pessoas.

No que diz respeito aos segmentos de alimentação, o horário passa a ser estendido de 00h00 para 2 horas. Aumentando também a capacidade máxima, de 33% para 55%. Vale ressaltar que o limite de circulação nos dois principais shoppings da cidade, também será estendido, de 750 para 1000 pessoas.

Ainda de acordo com as novas normas, não existirá mais a proibição de grupos de risco nos estabelecimentos em geral. A regra passa a ser aplicada em cursos livres que, desde o último decreto, já haviam sido liberados pela prefeitura.

Unidades de Saúde

Com a diminuição no número de casos que, segundo o secretário da Pasta, foi percebida nos últimos 21 dias, algumas das unidades referentes ao tratamento da Covid-19 serão desinstaladas. Conforme explicado pelo secretário, o objetivo é deixar apenas duas em pontos estratégicos.

“Ainda não sabemos, com convicção, quais serão deixadas. Mas podemos adiantar que a partir da próxima semana, unidades da Vila União e Bairro de Lourdes deixaram de ser URC e voltam a funcionar normalmente como unidades básicas de saúde”, adianta Lucas Leite.

Intensificação

Durante a coletiva também foi informado que, a partir desta quinta-feira, 15, o trabalho de testagem deve ser intensificado. Conforme explicado pela coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Anápolis, Mirlene Garcia, o objetivo da intensificação é evitar que o vírus seja alastrado durante esse período de flexibilização.

A médica infectologista também destacou a importância da intensificação da testagem durante o mês de novembro, considerado o período de pico da dengue.

“Com certeza a demanda vai aumentar nas unidades de saúde, visto que, os sintomas da dengue e da Covid-19 são muito parecidos. Por esse motivo iremos ampliar a testagem e, a partir da próxima semana já serão destruídos nos postos mais de 20 mil testes para dengue”, completa a profissional.

By  Ana Rita Noronha

 

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *