JustiçaManchete

Operação da Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Anápolis

A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (17) uma operação com o objetivo de combater fraude do FGTS de valores que deveriam ser destinados a construção de casas, em Teresina (PI).

A Operação Adikia cumpre 15 mandados judiciais, sendo 14 de busca e apreensão e 1 mandado de prisão, que foram expedidos pela Justiça Federal de Anápolis. Além disso, a PF realiza ainda mandados de sequestro de 1 imóvel em um condomínio de luxo e de veículos avaliados em cerca de R$ 2 milhões.

Segundo a corporação, foi apurado que um advogado e principal investigado, atualmente com inscrições na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) canceladas em Goiás e em São Paulo, ingressou com ação judicial usando uma falsa identificação.

Por meio de fraude conseguiu transferência de aproximadamente R$ 5 milhões para uma conta judicial em Corumbá de Goiás, que depois foram transferidos para uma conta dele. Em seguida, esse dinheiro teria sido transferido para diversas contas.

A corporação está investigando a participação de outras pessoas no desvio dos recursos públicos. Em Goiás, os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Goiânia, Itumbiara e Anápolis. Já no Estado de São Paulo, nas cidades de São José do Rio Preto, Cardoso e Votuporanga.

Os bens sequestrados são uma casa de luxo em um condomínio fechado, avaliada em R$ 1,250 milhão; uma chácara em Aparecida de Goiânia; três caminhões e uma BMW X6 avaliada em cerca de R$ 110 mil reais.

Related Articles