Goiás

Proposta que torna os pit dogs patrimônio cultural de Goiás segue para aprovação de Caiado

De autoria da deputada Delegada Adriana Accorsi (PT), foi aprovado em segunda votação o projeto de lei de nº 2028/20, por 25 votos a 0. A matéria decreta como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Goiás a gastronomia e cultura dos pit dogs de Goiás. O PL segue agora para sanção ou veto do governador Ronaldo Caiado (DEM).

Adriana argumenta que o período tem sido crítico para proprietários desses estabelecimentos, que se veem ameaçados pela abertura de licitação, proposta por ação movida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), em que os conhecidos food trucks, principalmente vindos de outros estados, ocupem os locais das tradicionais lanchonetes goianas e que, por isso, se perca parte da cultura de Goiás.

Hoje, são 1.602 pit dogs em Goiânia e mais de 2.500 no estado de Goiás registrados no Sindicato de Proprietários de Pit Dogs em Goiânia (Sinopitdog). A parlamentar prossegue ao relembrar a história das lanchonetes, que há mais de cinco décadas ocupam praças e avenidas. Segundo ela, a terminologia pit-dog foi reivindicada como uma invenção goiana. A petista defende que o objetivo é garantir o direito de milhares de cidadãos que tiram dos pit dogs o sustento de suas famílias, e, ainda, assegurar o lazer e o costume dos goianienses, ao regulamentar o tombamento dos estabelecimentos em Goiás.

Barbarizando no X-Tudo Lanches - Eu já comiEu já comi

“Podemos citar algumas razões pelas quais os pit dogs são um patrimônio cultural e gastronômico de Goiás, pois são lugares totalmente democráticos, frequentados por todas as classes sociais; seus produtos são comercializados por um excelente custo-benefício; proporcionam um momento de lazer para as famílias, em pleno ar livre. Durante décadas fazem parte dos usos e costumes da população. São comércios que estão há décadas no mesmo ponto e já se incorporaram à paisagem e aos hábitos dos goianienses”, destaca. “O pit dog faz parte de nossa constituição cultural”, afirma. Fonte: Alego

 

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *