Manchete

Caiado propõe repassar distribuição de energia em Goiás para outra empresa,Enel rebate em nota

O governador Ronaldo Caiado informou em entrevista coletiva que propôs, em reunião com o Diretor Global de Infraestrutura e Redes da Enel, Lívio Gallo, o repasse da distribuição de energia do Estado para a EDP. A audiência foi solicitada pela Enel e realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com a presença, também, do diretor da Aneel, Rodrigo Limp.

Segundo Caiado, a companhia de energia convocou a reunião para explicar novas medidas que seriam tomadas para melhorar o atendimento à população, incluindo a contratação de 1.500 funcionários.O governador ,porém,disse que são as mesmas promessas feitas em fevereiro do ano passado e nada foi resolvido.Além disso, afirmou que a empresa não tem mais credibilidade com os goianos. “As pessoas não confiam mais naquilo que eles (Enel) assinam e nem naquilo que eles dizem”, afirma.

O governador alegou que o processo para a transferência é simples. “Isso não é nada que nós estamos inventando, é algo comum, ou seja, tem uma troca de ativos entre essas empresas e uma assume, como eles, por exemplo, assumiram, agora há pouco, a Eletropaulo”, disse Caiado, se referindo a compra de 73% das ações da Eletropaulo (SP), por R$ 5.552 bilhões, em junho de 2018. Apesar disso, a proposta do governador só seria viável se a Enel quisesse vender a empresa em Goiás e se a EDP aceitasse comprar, pois no caso citado, a empresa italiana comprou 73% das ações da distribuidora paulista.

Buscando mais rapidez no processo, Caiado disse que vai se empenhar para resolver essa questão. Segundo ele, o governo solicitou uma audiência com o Ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque. E, em relação à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), afirmou que a agência é um fator preponderante na negociação e destacou a presença do Rodrigo Limp, diretor da autarquia, na reunião. Além disso, Ronaldo Caiado contou ainda que conversou ontem (13) com o presidente da EDP, Miguel Setas, que afirmou ter interesse em prestar serviços ao Estado de Goiás.

Pelo Instagram, com a hashtag #ChegaDeEnel, o governador reafirmou as declarações dadas na coletiva em relação à reunião com a Enel.

Enel

Em nota enviada ao Jornal Goiás em Tempo a Enel esclarece a sua posição em relação aos últimos acontecimentos noticiados pelo governo de Goias, afirma ter cumprido os acordos firmados com a  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o Governo de Goiás. A empresa destaca a previsão de investimentos para Goiás em 2020,cita inaugurações de subestações, uma em Mineiros e outra em Anápolis, e uma grande ampliação na subestação Trindade, todas em dezembro.

Leia a Nota da Enel:

A Enel Distribuição Goiás reafirma o seu compromisso com o Estado e com os clientes goianos desde que assumiu a gestão da Celg-D em 2017, e continuará dedicando todos os seus esforços para garantir a confiabilidade do serviço no Estado. A empresa ressalta que em 2020 investirá mais de R$ 1 bilhão na rede elétrica de Goiás, cerca de 5 vezes mais do que os níveis históricos anteriores à privatização.

 A companhia informa que encerrou o ano de 2019 cumprindo todas as metas previstas no plano de ações e investimentos acordado em agosto com o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o Governo Estadual.

 A Enel esclarece que segue trabalhando fortemente e que os resultados já alcançados atestam o comprometimento da Enel no Estado, inclusive com a criação de novos empregos e capacitação de mão de obra local. Como parte do acordo firmado em agosto, a Enel acrescentou 102 MVA de potência instalada ao sistema elétrico goiano, totalizando 102% do previsto para dezembro de 2019. Entre agosto e dezembro do ano passado, a empresa também concluiu 709 novas conexões rurais, alcançando 103% do total previsto para o período. Para os próximos anos, a empresa aumentará de forma expressiva o número de conexões por ano, para cumprir com as solicitações históricas geradas nos últimos 10 anos. O plano de ações também previa, até o final de dezembro de 2019, a liberação de 207 MVAr por meio da instalação de bancos capacitores em subestações. Com a aceleração das obras, foram liberados 222 MVAr, alcançando 107% do acordado.

 A companhia informa, ainda, que como resultado de meses de trabalho na construção de novas subestações, que são obras de grande complexidade, entregou duas subestações, uma em Mineiros e outra em Anápolis, e uma grande ampliação na subestação Trindade, todas em dezembro. Além disso, estão previstas para 2020 mais seis subestações e outras 121 ampliações e modernizações. A empresa ressalta que seguirá cumprindo rigorosamente o cronograma estabelecido para acelerar o aumento da oferta de energia e melhorar a qualidade do serviço em todo o Estado.

Atte,

Débora Silva Teixeira     

Diretoria de Comunicação

Enel Distribuição Goiás

 

 

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *