Manchete

Milhares de pessoas passam mal com água em Anápolis,e Saneago não cumpri acordo

Moradores da região Sul de Anápolis, onde estão localizados os bairros abastecidos com água fornecida pela Estação de Tratamento do DAIA, foram atingidos por um problema ocasionado pelo excesso de cloro adicionado na água fornecida às residências.Inicialmente a água apareceu com uma coloração leitosa, chamando a atenção das pessoas. Nos dias seguintes, além do aspecto leitoso, os moradores começaram a perceber um mau gosto insuportável, tornando impraticável o uso para a preparação de alimentos.

Neste final de semana, na Vila João Luiz de Oliveira, o problema ganhou contornos de uma grave crise, envolvendo milhares de pessoas. A água tem aspecto desagradável, o cheiro é incômodo e o gosto é insuportável. Na tarde de domingo a reportagem da Manchester foi procurada por pessoas que sentiram náuseas e dores de cabeça após consumir o líquido fornecido em suas casas.

A gerente da SANEAGO em Anápolis, engenheira Tânia Valeriano,na última quinta-feira, reconheceu o problema, e garantiu que em poucas horas os resíduos do excesso de cloro seria eliminado da tubulação – o que não ocorreu, agravando a crise.

Matéria: Jairo Mendes

Edição: Marcus Vinicius Isaac

Related Articles