Últimas Notícias

Atentado com carro-bomba no Afeganistão deixa ao menos 13 mortos

Um carro-bomba explodiu nos arredores de um estádio em Lashkar Gah, no sudoeste do Afeganistão, nesta sexta-feira (23), deixando ao menos 13 mortos e ferindo uma dúzia de pessoas, indicaram as autoridades locais.

O ataque aconteceu quando os espectadores saíam do estádio ao fim de uma disputa na capital da província de Helmand, indicou à AFP Omar Zwak, porta-voz do governador.

Por enquanto não houve reivindicação por este ataque que deixou, segundo Zwak, ao menos 13 mortos e 45 feridos, entre eles muitas crianças.

O porta-voz da Polícia de Helmand, Salam Afghan, falou em 10 mortos e 35 feridos.

O agressor suicida detonou a carga que levava em seu carro quando os espectadores saíam do estádio, disse Zwak.

O agressor queria entrar no estádio, mas foi identificado pela Polícia e ativou o artefato.

Entre os espectadores havia autoridades locais. O espetáculo foi em ocasião, de acordo com testemunhas, das celebrações do Noruz, o ano novo persa, que alguns fundamentalistas muçulmanos consideram uma heresia.

Agha Mohammad, de 25 anos, estava entre as pessoas que saíam do estádio quando a explosão aconteceu.

Mohammad contou à AFP no hospital onde a ONG Emergency atende nesta cidade que quatro membros de sua família morreram e três ficaram feridos.

Ouvimos uma forte explosão de nosso centro cirúrgico na cidade, tuitou a Emergency. Trinta e cinco feridos foram transferidos ao nosso hospital, outros quatro estavam mortos quando chegaram, acrescentou.

O presidente afegão, Ashraf Ghani, cujo governo é criticado por sua incapacidade de proteger a população, condenou o ataque contra pessoas inocentes, segundo um comunicado.

Grande parte da província de Helmand está controlada pelos talibãs, que têm sido pressionados a aceitar a proposta de negociações de paz de Ghani a fim de acabar com 16 anos de guerra.

Por enquanto, os talibãs, o maior grupo armado do Afeganistão, não se pronunciaram.

O Afeganistão encerra uma semana violenta com ataques dos talibãs e do Estado Islâmico.

Na quarta-feira, em Cabul, um suicida se explodiu em meio à multidão que celebrava o Noruz. Os milicianos do grupo extremistas Estado Islâmico no Afeganistão reivindicaram o ataque a um bairro de maioria xiita na capital, o quinto atentado suicida em Cabul nas últimas semanas.

O ataque matou 33 pessoas e feriu 65, segundo o Ministério da Saúde.

Todos os feridos são civis, declarou o porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

Related Articles