CidadesCoronavírus

Pirenópolis vai liberar entrada de turistas a partir de 14 de agosto

Novo decreto municipal autoriza funcionamento de pousadas, casas de aluguel, albergues, camping e agências de viagens e atrativos

A partir do dia 14 de agosto, o município de Pirenópolis voltará a receber turistas. Isso porque o novo decreto municipal publicado na sexta-feira (31) autoriza a reabertura de pousadas, casas de aluguel, camping, albergues, agências de viagens e atrativos. Entrada de visitantes de outros estados só será permitida mediante comprovação de hospedagem. Flexibilização poderá ser suspensa caso taxa de ocupação de leitos na cidade e em Goiás seja maior que 95%.

Para voltarem a funcionar, os estabelecimentos devem ter um atestado de conformidade aprovado e emitido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Os locais deverão ser higienizados constantemente e só podem atender com, no máximo, 65% da capacidade no caso de hospedagem e 50% nas demais atividades.

Cuidados em Pirenópolis

Segundo o decreto, os estabelecimentos terão de cumprir uma série de medidas como treinar funcionários e colaboradores. Algumas delas são: manter o distanciamento de 2 metros; aferir a temperatura de todos os clientes, sendo proibida a entrada ou permanência de hóspedes que apresentarem sintomas de síndrome gripal.

O uso de máscara será obrigatório durante toda a estadia ou atrativos, podendo ser retirada apenas para alimentação ou bebida. Nos atrativos naturais, o item pode ser retirado para banho. Caso algum funcionário teste positivo, o local deverá ser fechado e totalmente higienizado. A volta do colaborador só será permitida quando a testagem for negativa e após liberação médica.

O documento expõe ainda que, bares, lanchonetes e restaurantes estão autorizados a funcionar todos os dias da semana, até a meia noite. Os demais estabelecimentos podem abrir de segunda a sábado, das 7h às 20h, e aos domingos até 12h. Atividades essenciais não possuem controle de horário de funcionamento.

Mantém-se proibida realização de evento comemorativo com aglomeração de pessoas, como shows, comício, passeata, festas em chácara, evento desportivo e científico. Haverá multa de R$ 1 mil por pessoa em caso de descumprimento de quaisquer regras determinadas pelo novo decreto.

Bandeira vermelha

A flexibilização imposta pela Prefeitura poderá ser interrompida a qualquer momento caso o município atinja a chamada bandeira vermelha, com ocupação maior que 95% em leitos de enfermagem em Pirenópolis e o mesmo percentual no caso de leitos de UTI em Goiás.

Atualmente, a cidade possui 5 leitos com ventiladores, sendo que nenhum deles está ocupado. Existem, também, 6 leitos de enfermaria, com taxa de ocupação de 50%.

De acordo com o decreto, as regras serão revistas caso a taxa de incidência seja maior que 1.316% e a letalidade maior que 0,032, ou seja, mais de uma pessoa morrer na cidade. De acordo com a SMS, o município possui 84 confirmações acumuladas, com 32 casos ativos, 52 curados e 34 em isolamento domiciliar. Não há registro de óbito causado pela covid-19.

Tags

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *