Cidades

Operação prende vereadores de Araguapaz após denúncia de ex-prefeito

Cerca de 60 policiais participaram da operação. Foram detidos os vereadores Egnaldo José de Carvalho, Pedro da Silva Souza, Frederico Antônio Monteiro, Derci Francisco Cardoso e Fábio Divino Cardoso. O secretário municipal de Obras Paulo Sérgio Ferreira Nunes também foi preso.

De acordo com as investigações, havia um esquema criminoso para que a ex-prefeita Márcia Bernardino – esposa de José Segundo -, não tivesse o mandato cassado. “Dois processos de cassação abertos no último ano foram suspensos após o ex-marido da então prefeita negociar pagamento ilícito com os vereadores”, explica delegado Webert Leonardo Lopes da Silva. O esquema só acabou porque o processo de impeachment de Márcia foi aprovado no mês passado. Um novo inquérito será aberto para apurar os valores pagos pelo esquema.

Em contato com o Diário de Goiás, o ex-prefeito José Segundo Rezende Junior informou que ele próprio realizou a denúncia, protocolada na Polícia Civil sob o número 222, em 29 de agosto deste ano.

De acordo com Rezende Junior, ele próprio gravou provas que incriminam os parlamentares da operação deflagrada nesta terça-feira. “Eles vêm querendo me extorquir há mais de um ano. Entrei até em depressão por isso”, disse.

Além das prisões, mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas casas dos investigados e também na Câmara. A Polícia Civil informou que o total de mandados cumpridos será revelado somente em momento oportuno.

No entanto, a corporação destacou que o objetivo é apurar delitos de associação criminosa, corrupção ativa e passiva e falsidade ideológica. Os presos serão levados para Goiânia, onde a investigação terá curso sob condução do delegado Webert Leonardo.

Com Agência de Notícias/DGoiás

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *